Rio Casca

HISTÓRIA DA CIDADE

O cidadão Francisco Ferreira Maciel Laia, pelos idos de 1826, embrenhara-se pela densa mataria existente às margens do rio Casca, enfrentando mil perigos, a cata de terras onde se fixaria. Dessa maneira, apossou-se de enorme extensão territorial, onde hoje se localiza a importante fazenda. Em 1837, Francisco Ferreira Maciel Laia vendia ao furriel ângelo Vieira de Souza o direito de posse e propriedade que adquiriria por concessão.
Em 1842, o furriel ângelo comprou a Silveira Barbosa a posse das terras marginais ao córrego das Duas Barras e doou 40 alqueires das mesmas para o patrimônio do futuro povoado. Com o auxílio de Laia e seus amigos, construiu uma pequena capela, cercada de taquara e coberta de palha dos arraiais. Construíra, também, o cemitério. Pouco mais tarde a capela foi elevada à cotegoria de curato, filiado à freguesia de Barra Longa e em tôrno dela se eregiu o povoado.

 

Viação Cipó

Cidade no programa Viação Cipó.

  • Cobertura telefonica: Claro - Oi - Vivo
  • T. Rodoviário: Viação Pássaro Verde
  • Empresas aérea Não
  • Hospitais: Regional